Cinquenta e nove padarias do Ceará estão reunidas em uma central de compras, com aquisições que giram em torno de R$ 1 milhão por mês. Negociando em grande volume, a economia dos estabelecimentos associados varia entre 15% e 20%. Para tornar o processo mais eficiente, principalmente para os associados do Interior, a Rede Pão planeja um Centro de Distribuição. “Para daqui um ou dois anos”, avalia o presidente Alexsandro Martins. 

Ele explica que os fornecedores são mensalmente chamados para negociação. Os preços acordados são inseridos por eles mesmos numa plataforma online por meio da qual as padarias fazem as suas compras. O número de fornecedores cadastrados chega a 100. Gêneros alimentícios predominam, mas as negociações já abrangem produtos como máquinas e serviços. Como exemplo das vantagens, Alexsandro cita o peito de frango, cuja compra é de 30 toneladas por mês, com o preço baixando de em média R$ 10 para R$ 8 por quilo. 

Os benefícios são ainda maiores para pequenas empresas, diz ele, cuja escala de compra e poder de barganha seria menor. “Temos grandes padarias, mas também pequenas. Elas estão em vários bairros, na região metropolitana e no Interior também”.  O presidente afirma as vantagens também chegam ao consumidor, que pode usufruir de promoções e tem acesso a produtos de qualidade. 

A semente da Rede Pão foi plantada há sete anos, quando seis padarias decidiram se unir para compras em escala. Outras empresas foram entrando no grupo. A plataforma online foi lançada há cerca de um ano, quando o negócio começou a se formalizar. Alexsandro é o primeiro presidente, com posse no início de outubro.

Sindicato
Para ingressar na Rede Pão, é preciso ser associado ao Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado do Ceará (Sindpan), onde ela teve origem. Ângelo Nunes, presidente da entidade, afirma que a central de compras é mais um serviço oferecido aos filiados. “O Sindicato tem um parceria com a Rede Pão. É mais um serviço que oferecemos”, diz ele, que também cita benefícios como consultoria jurídica, convenções, missões e troca de experiência.