DOWNLOAD

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

Mudar é imperativo. Na verdade, estamos todos, o tempo inteiro, em constante processo de mudança. E é essa eterna busca pela evolução que tem sido a responsável pelo  progresso da humanidade ao longo de sua história. Mas nem só de grandes mudanças é feita a vida. As transformações pequenas, cotidianas, também têm grande importância. Que o diga o empresário Pablo Guterres. Empreendedor de sucesso no mercado de mobiliário de interiores, ele teve carreira na moda, música e publicidade antes de flertar com o design, onde se encontrou e se tornou uma verdadeira referência.

Para além dos que vivenciam a mudança, existem aqueles que a promovem. Este é o caso de Silvio Frota, criador e diretor do Museu da Fotografia de Fortaleza (MFF). Em cinco anos de história, a instituição já recebeu quase 70 mil visitantes e agora busca ampliar seus horizontes de atuação e chegar até o interior do estado. “Historicamente, esses municípios mais distantes são desassistidos em termos culturais. Queremos levar a fotografia para cidades que nunca tiveram acesso a exposições, treinamentos na área e outros tipos de projetos”, detalha Frota.

Outro visionário que está transformando em realidade um antigo sonho é o empresário Otacílio Valente, da construtora Colmeia. Ele está à frente da construção do edifício One, um dos empreendimentos mais altos do Brasil. Com 50 andares, o prédio está em fase de conclusão na avenida Beira-Mar.

Quem também está às voltas com mais um empreendimento de alto padrão é a Triple Engenharia, que apresentará em breve o Manoá Guajiru, no litoral oeste do Estado. Ao todo, serão 44 unidades residenciais, com opções de apartamentos de 157 m2, 171m2 e a cobertura duplex, de 342 m2. Para poucos e bons.

E depois de dois anos tolhida pela pandemia de Covid-19, Fortaleza se prepara para a próxima alta estação turística. A demanda reprimida já anima a hotelaria, a gastronomia e os demais componentes da economia criativa beneficiados pelo segmento.

Por falar em gastronomia, nesta edição da Tapis Rouge trazemos um guia do melhor da coquetelaria na capital cearense. Há opções desde um drinque refrescante no brunch, um gin no happy hour com os amigos, um clássico Cosmopolitan ou Negroni repaginados, ou até mesmo um mule com cachaça.

Isso e muito mais, você encontra, caro leitor, nas próximas páginas.

Boa leitura!

Adriano Nogueira