O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), vinculado ao Ministério da Justiça, abriu processo administrativo contra a Tim por vazamento de dados de consumidores. Com isso, a empresa pode ser multada em até R$ 10 milhões.

O processo se baseia em invasão de hackers à plataforma Tim Negocia, com os criminosos tendo acesso a dados pessoais e dívidas dos clientes da operadora. O DPDC diz não saber informar por quanto tempo e quantos usuários tiveram seus dados roubados. O órgão ainda informa ter tido conhecimento sobre o caso através da imprensa.

A Tim reforça ter sido vítima de ataque criminoso e diz ainda não ter sido oficialmente notificada do processo, que consta do Diário Oficial da União (DOU).