A Fontan di Trevi, um dos cartões postais mais famosos de Roma, a capital italiana, acaba de ganhar um novo atrativo. Um sítio arqueológico em seu subsolo, descoberto no fim dos anos 1990, foi aberto à visitação na última sexta-feira (10) como “museu subterrâneo de Trevi”.

Chamado de Viscus Caprarius, ou “Cidade Água”, o sistema de aquedutos e apartamentos da antiga aristocracia romana foi construído no primeiro século depois de Cristo e oferece a oportunidade de ver de perto centenas de artefatos da época encontrados durante as escavações, entre eles azulejos, mosaicos, estátuas, cerâmicas e moedas. O acesso à nova atração custa de 1 a 4 euros.