ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

A hora é de enxergar para além do nevoeiro que nos cerca. Sim, sobrevivemos aos momentos mais turbulentos e a tempestade começa a se afastar. Mas é preciso estar preparado paro o novo mundo que se descortina na pós-pandemia. Depois de passar pela maior crise sanitária do século, o planeta exige mudanças. Nada será como antes. E reinventar-se é a nova ordem mundial.

Em entrevista à Tapis Rouge, o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, conta como a Federação vem planejando o futuro da indústria cearense no pós-pandemia. Já o empreendedor e professor com PhD em Finanças pela University of London, Ricardo Mollo, adianta o perfil do consumidor nestes novos tempos.

Um dos setores mais atingidos pela paralisação provocada pelo novo coronavírus, a cadeia da Economia do Turismo investe em inovação e no rigor da segurança sanitária para começar a sua recuperação, prevista para acontecer de fato só em três anos. Já o mercado imobiliário espera se recuperar no segundo semestre do baque causado pela pandemia. Antes da explosão do vírus pelo País, o segmento em Fortaleza comemorava seus melhores números desde 2015.

Esperança que também anima as concessionárias de automóveis. Não à toa. O desinteresse dos usuários pelos carros de aplicativo e transporte coletivo, causado pela covid-19, pode ser um estímulo a mais na compra de um veículo neste momento. Reabertos desde o último dia 8 de junho, os shoppings de Fortaleza adotam uma série de medidas de prevenção para receber o público em segurança. E os restaurantes da Capital implantaram rigorosas medidas sanitárias para reabrir suas portas.

E não é só. Esta edição mostra também como a M. Dias Branco precisou aumentar sua produção nos últimos meses. Tenha uma boa leitura e até a próxima!

Adriano Nogueira

DOWNLOAD