Para impulsionar o turismo da região, a Setur, Secult e Sebrae lançaram a nova Rota Cariri, que contempla mais de 50 pontos turísticos em seis municípios, que vão do tradicional turismo religioso à riqueza da cultura popular

Conhecido principalmente pelo turismo religioso, o Cariri recebe cerca de 2,5 milhões de visitantes por ano, a maioria romeiros atraídos pela fé em Padre Cícero. A região, no entanto, tem atrativos que vão de sua rica cultura popular ao patrimônio natural e arqueológico do Geopark Araripe, passando pelo artesanato reconhecido mundialmente. 

Para impulsionar o fluxo turístico em seus municípios, a Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado (Secult) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lançou nesta terça-feira (3) uma nova rota que inclui mais de 50 pontos turísticos em Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Nova Olinda, Santana do Cariri e Assaré. Entre eles, o Horto, em Juazeiro do Norte; atrações como o Geopark; a Igreja do Rosário (Barbalha); o Engenho Tupinambá (Barbalha); o Seminário São José (Crato); a Fundação Casa Grande (Nova Olinda); e a loja de Espedito Seleiro (Nova Olinda).

“Queremos aproveitar tudo que essa região tem a oferecer e permitir que o turismo, especialmente o turismo cultural, mude a vida e a economia dessas cidades”, explica o secretário da Cultura, Fabiano Piúba. 

Conheça os pontos turísticos incluídos na Rota Cariri

ASSARÉ

– Fundação Memorial Patativa do Assaré

– Casa Patativa do Assaré na Serra de Santana

– Casas e museus dos Mestres e Mestras da Cultura

– Café da Mestra da Cultura Zenilda Ferreira

– Artesanato em couro e literatura de Cordel

NOVA OLINDA

– Fundação Casa Grande

– Memorial do Homem Kariri

– Museu do Ciclo do Couro

– Casas e museus dos Mestres e Mestras da Cultura

– Oficina do mestre Espedito Seleiro

– Artesanato em couro, pedras

– Geossítio Ponte de Pedra

Juazeiro do Norte

– Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

– Santuário de São Francisco das Chagas

– Santuário do Sagrado Coração de Jesus

– Casarão do Horto

– Museu e memorial do Padre Cícero Luzeiro do Nordeste

– Casas e museus dos Mestres e Mestras da Cultura

– Lira Nordestina

– Centro de Cultura Popular Mestre Noza

– Mercado Central

– Associação dos Artesãos da Mãe das Dores do Padre Cícero

– Estátua de Padre Cícero

SANTANA DO CARIRI

– Museu de Paleontologia

– Igreja Matriz de Nossa Senhora Santana

– Pontal da Santa Xruz

– Casarão do coronel Felinto Cruz (Museu Histórico)

– Euroville

CRATO

– Museu de História do Crato

– Museu de História Natural da Urca

– Caldeirão do Deserto da Santa Cruz

– Museu dos Fósseis

– Estátua de Nossa Senhora de Fátima

– Casas e museus dos Mestres e Mestras da Cultura

– Praça da Sé

– Festival Expocrato (julho)

– Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira

– Geopark Araripe

– Chapada do Araripe

– Cascata do Lameiro

– Geossítio Batateiras (Sítio Fundão)

BARBALHA

– Igreja Matriz de Santo Antônio

– Igreja de Nossa Senhora do Rosário

– Festa de Santo Antônio

– Centro histórico

– Engenho Tupinambá

– Escola de Saberes de Barbalha

– Casas e museus dos Mestres e Mestras da Cultura

– Artesanato em couro, palha de bananeira, crochê

– Arajara Park

– Balneário Caldas

– Sítio Pinheiro

– Geossítio Riacho do Melo

– Teleférico

Na foto, o mestre Espedito Seleiro ao lado da sua nora, Irenilda Carvalho 

Foto: Felipe Abud