Quarta temporada de La Casa de Papel estreia hoje na Netflix. Alex Pina, criador da série, revelou que os personagens serão drasticamente mais “saboreados” e avisou: “Quem ama Nairóbi vai sofrer”

Emanuel Furtado
emanuelfurtado@ootimista.com.br

Para os fãs de “La Casa de Papel”, esta sexta-feira (3) promete ser uma data bem especial, já que a Nexflix lança hoje, em seu catálogo, os novos episódios que integram a quarta temporada da aclamada série. Pelo que até agora foi revelado, o primeiro deles começa com os principais acontecimentos e ganchos deixados em aberto no final da terceira temporada, envolvendo personagens como Lisboa (Itziar Ituño), Nairóbi (Alba Flores) e o grande mentor, o Professor, vivido pelo ator Álvaro Morte.

Simulação de acidentes de automóveis, romances, perseguições de tirar o fôlego e a continuidade do audacioso plano para roubar o Banco da Espanha pelo grupo prometem cenas emocionantes até o desfecho da trama. Isso sem falar nos frequentes conflitos que permeiam a vida dos personagens, transformando alguns deles em obstáculos para o sucesso do cinematográfico roubo da instituição financeira. 

Em entrevista a um canal mexicano, o criador da série, Alex Pina, revelou que essa quarta temporada vai ser “uma explosão por muitas razões” e com “bombas poderosas”: “O que propomos é parar um pouco, diminuir a velocidade para poder saborear alguns personagens drasticamente”. No final do ano passado, durante coletiva para a imprensa em São Paulo, ele deixou bem claro: “Os roteiristas vão contra a expectativa do público. Quem ama Nairóbi vai sofrer”.

Fã de assistir temporadas anteriores em ritmo de maratona – momento propício para esse período de reclusão social -, a advogada Mártir Silva diz que “a nova temporada até que me anima, mas receio o esgotamento da tensão e da linha crítica da primeira (temporada). Talvez a grande questão seja a discussão sobre a possibilidade de vida clandestina em tempos de tecnologia de invasão de privacidade. Vou ver, com certeza”, avalia.

Segundo o sociólogo Guilherme Linhares Neto, a expectativa em relação à nova temporada tem deixado seus dias de quarentena menos monótonos. “’La Casa de Papel’ tem uma trama ágil, com personagens bem urdidos e que questiona o capitalismo financeiro e a estrutura policialesca ligada a ele. Impossível não simpatizar com esses fora-da-lei”.

O geógrafo Henrique Honorato também aguarda o lançamento da nova temporada. “Minha expectativa gira em tono da ‘volta’ de Nairóbi, já que não temos certeza se ela vai sobreviver ou se vai ter alguma sequela; em como Lisboa vai se comportar em escolher entre proteger seus companheiros ou perder a guarda da filha, e qual o plano do Professor para resolver tudo. Isso sem falar nos conflitos e tramas internas do grupo”. 

Estudante de Engenharia da Computação da Universidade Federal do Ceará (Campus Crateús), Jander Martins revela que o final da terceira temporada o deixou muito ansioso para os novos episódios, que podem ser conferidos a partir desta-sexta-feira. “O acirramento agravado por conta dos fatos ocorridos causa ainda mais expectativa para mim e para muitos fãs da série, que queremos ver como vai ser o desenrolar do assalto e como eles farão para fugir do Banco da Espanha”. E aposta: “O Professor pensa em tudo. Estou certo que eles irão conseguir fugir e revelar ao mundo os segredos de estado tão bem guardados no cofre do Banco da Espanha”. 

Serviço:
Estreia da 4° Temporada de “La Casa de Papel”
Quando: Sexta-feira (03)
Onde: Netflix