Confirmando a tendência de recuperação do setor imobiliário, a Lopes, maior consultoria do setor no Brasil, obteve no terceiro semestre de 2019 um aumento de 43% nas intermediações, alcançando R$ 1,3 bilhão.

O comunicado ao mercado da LPS Brasil, que administra as empresas coligadas, traz outro dado positivo: participação em 40 lançamentos no período, que acrescentou um Valor Geral de Venda (VGV) de operações intermediadas de R$ 2,064 bilhões. O valor é 26% maior do que os R$ 1.642 bilhão do terceiro trimestre de 2018.

Considerando o EBITDA (lucro anterior às amortizações de juros e impostos), houve um aumento de 37% na margem, totalizando R$ 14,2 milhões no período. Já o lucro líquido chegou a R$ 3,2 milhões no trimestre, enquanto no ano passado houve prejuízo de R$ 9,3 milhões.

Em Fortaleza, a LPS Brasil atua por meio da Lopes Immobilis, que alcançou “6% de todo o VGV nacional das operações próprias da Lopes, com um VGV de aproximadamente R$ 80 milhões”, comemora o sócio local, Ricardo Bezerra.

De acordo com o empresário, as crises do setor começam e terminam pelo estado de São Paulo, que apresentou um crescimento de 59% nos lançamentos e de 146% nas intermediações. “Por aqui, a retomada ainda não está acontecendo com força, mas em São Paulo, as vendas subiram 146% ante o mesmo periodo de 2018”, conclui.