Após investir US$ 235 milhões na aquisição do controle acionário da AHS Residential, que atua na Flórida, nos Estados Unidos, a brasileira MRV Engenharia se prepara para internacionalizar seus negócios.

De acordo com comunicado divulgado pela própria MRV, após a compra de 51% das ações feitas pela companhia mineira, o foco da AHS continuará sendo os imóveis econômicos, com residências voltadas para clientes que ganham entre US$ 37 mil e US$ 87 mil dólares por ano.

O pagamento pela AHS será feito em três parcelas, sendo a primeira, de US$ 46 milhões, já realizada; outra, de US$ 70 milhões, em 2021 e a última em 2022, de US$ 120 milhões. A companhia brasileira, fundada em Minas Gerais em 1979, vai investir mais de R$ 1 bilhão nos próximos anos.

“O mercado americano de imóveis para a faixa atendida pela AHS, destinada aos chamados workforce, é promissor e representa cerca de 35% do mercado americano. Há hoje no país uma demanda maior do que a oferta, com déficit aproximado de 370 mil unidades por ano”, explica Ricardo Paixão, diretor executivo financeiro de Relação com Investidores da MRV.

Além de exportar a sua tecnologia construtiva voltada para imóveis econômicos, a MRV será beneficiada pela expertise da AHS no gerenciamento de aluguéis de imóveis, que é uma das apostas da companhia no Brasil por meio da Luggo, empresa do grupo lançada no primeiro semestre deste ano. “Seguimos confiantes e investindo no mercado brasileiro, além do lançamento da Luggo este ano, temos expectativa de ampliar de 40 mil para 60 mil unidades no Brasil, dando continuidade ao nosso plano de expansão e consolidação no mercado de imóveis”, destaca Paixão.

Atualmente, a AHS atua na região sul da Flórida com construção, incorporação e administração de imóveis. Até 2022 deve lançar empreendimentos em Atlanta, na Geórgia, e Dallas e Houston, no Texas. A meta é chegar a 2028 com um portfólio de cinco mil imóveis sob administração da AHS, 150% a mais que o número atual – duas mil unidades.