Dias depois da vitória contra Minotouro no UFC, o atleta Maurício Rua, o Shogun, está no Beach Park para dias de descanso e relaxamento. O atleta de 38 anos, ex-campeão dos meio-pesados, acumula cinco vitórias em suas últimas sete lutas, e aproveita a pausa para curtir a família e pensar nos próximos embates.

Acompanhado da esposa Renata e das filhas Maria Eduarda e Yasmin, Shogun está no Ceará até o dia 11/8, aproveitando o Aqua Park com suas piscinas e os toboáguas mais famosos do Brasil. Eles estão hospedados no Suites Beach Park Resort, que reabriu no dia 1º após quase cinco meses fechado por conta da pandemia do novo coronavírus.

O atleta aproveitou a pausa para receber quatro alunos do projeto social Limitefighter, de Aquiraz. Idealizado pelo professor Francileudo Pascoal (Papai Smurf) há três anos, o projeto atende voluntariamente 60 crianças e jovens com aulas de jiu jitsu no bairro de Chácaras da Prainha.

Shogun E Participantes Do Projeto Limitefighter
Shogun E Participantes Do Projeto Limitefighter

“Vocês podem chegar onde cheguei. Só depende de cada um de vocês. Tenho um projeto similar em Curitiba, o Instituto Shogun Rua, e sei muito bem que o esporte salva vidas. Além de ocupar o tempo de vocês, crianças, de afastá-las das drogas e das ruas, o esporte deixa vocês focados nas futuras competições, em se tornar um atleta profissional ou chegarem à faixa preta na modalidade”, aconselhou Shogun.

Luta

Mauricio Shogun e Rogério Minotouro já se enfrentaram três vezes no octógono, sempre com vitória para Shogun. A luta foi a última da carreira de Minotouro, que se aposentou no MMA profissional aos 44 anos de idade. Segundo Shogun, o último embate foi uma “luta dura”.

“Eu sabia que ia ser uma guerra, porque já enfrentei o Minotauro outras duas vezes e foi difícil. Venci o primeiro round e o terceiro, e ele o segundo.  Mas graças a Deus enfrentei o Minotauro mais uma vez, e o objetivo foi alcançado”.

O breve descanso no Ceará é um momento relevante na estratégia competitiva do atleta. “O descanso é tão importante quanto o treinamento, e me ajuda a retornar aos treinos 100%. Embalar um treino após o outro pode acarretar muitas lesões. Então, a melhor coisa, por experiência própria, é ter férias também”, avalia Maurício Rua.