Começa nesta quinta (25), com programação em Fortaleza, a 12ª edição do Festival Varilux de Cinema Francês. Serão exibidos 17 longas-metragens inéditos e dois clássicos  nas salas do Cinépolis RioMar Fortaleza

Danielber Noronha
danielber@ootimista.com.br

A partir desta quinta-feira (25), as fronteiras entre as terras alencarinas e a França serão estreitadas. O responsável pela ponte será o Festival Varilux de Cinema Francês, que irá percorrer, pelo menos, 11 cidades, incluindo Fortaleza. A 12ª edição tem programação composta por 17 longas-metragens inéditos e recentes e dois clássicos que poderão ser assistidos nas salas de cinema até dia 8 de dezembro. Na Capital, a exibição será feita no Cinépolis RioMar Fortaleza. Comédias, dramas, romance, animação e documentário são alguns dos gêneros oferecidos entre produções premiadas e participantes de festivais internacionais.

Encontro de culturas 

Em Fortaleza, o Festival tem apoio da Aliança Francesa, escola que promove trocas entre culturas e destaca a arte e a língua francesa em outros países. Segundo o diretor Marc Ellul, é uma alegria realizar o Cine Varilux em formato presencial. “Queremos mostrar a diversidade do cinema francês para divertir e também para refletir sobre sua sociedade através de outra cultura”, projeta.

Ainda conforme o diretor, o público pode esperar uma programação diversa e intensa, “ideal para toda a família”. “Esperamos que o fortalezense compareça às exibições”, convida. Ellul destaca que, apesar de não haver estimativa de público, Fortaleza sempre se destacou por apresentar um alto número de espectadores, sendo a quarta capital em número de público no período anterior à pandemia.

Programação

As ficções Arthur Rambo – Ódio nas Redes, de Laurent Cantet; Adeus, Idiotas, de Albert Dupontel; Um Conto de Amor e Desejo, de Leyla Bouzi; Delicioso: Da cozinha para o mundo, de Eric Besnard; Ilusões Perdidas, de Xavier Giannoli; o documentário Nosso Planeta, Nosso Legado, de Yann Arthus-Bertrand, e a animação A Travessia, de Florence Miaihe, são algumas das atrações inéditas desta edição. Produzidas entre 2020 e 2021, as 17 obras poderão ser vistas pela primeira vez no Brasil e estreiam no circuito comercial em 2022.

Também integram a programação dois clássicos: As Coisas da Vida (1970), de Claude Sautet, e O Magnífico (1973), dirigido por Philippe de Broca, com Jean Paul Belmondo no papel principal. A trama do primeiro gira em torno do estado de coma do personagem principal, que sofre um acidente que o deixa gravemente ferido e vê sua vida passar em ritmo acelerado. O longa-metragem ganhou o Prêmio Louis Delluc e a Palma de Ouro de melhor filme no Festival de Cannes de 1970.

Já a comédia O Magnífico conta com Jean-Paul Belmondo, Jaqueline Bisset, Vittorio Caprioli e Jean Lefebvre nos principais papéis. O filme cult é uma hilariante e feroz sátira dos filmes de aventura, espionagem, dos super-heróis, sendo os filmes de James Bond o alvo mais específico. Com um humor ácido, a comédia usa e abusa de todos os excessos do gênero com alegria contagiante e explora com maestria o tema da vida dupla, real e sonhada.

Serviço:
Cine Varilux de Cinema Francês

A partir de quinta-feira (25)
Cinepolis Rio Mar Fortaleza
@variluxcinefrances