Os procedimentos de embarque no Fortaleza Airport receberam um sistema de automatização para acesso à área de inspeção. Com os equipamentos, o acesso é liberado apenas por leitura de código – ou Bar Coded Boarding Pass, o BCBP – do cartão de embarque impresso ou no celular.

Foram instaladas pela Fraport, que administra o aeroporto, oito máquinas na área de embarque para voos domésticos e seis na de voos internacionais. A adoção do BCBP visa evitar a formação de filas e adequar o terminal aos padrões internacionais de segurança, operações e serviços.

Além do acesso automatizado, o Fortaleza Airport começou a operar outras duas melhorias teve outras duas liberadas no final de outubro: um trecho da expansão (programada para ser concluída em abril de 2020) e novas esteiras de bagagem. O trecho aberto é pequeno e conta com três pontes de embarque utilizadas inicialmente para embarque remoto. Já a área de restituição de bagagem passou a ter três novas esteiras.