O cearense Raimundo Fagner lançou nesta sexta-feira (27) sua nova música de trabalho. ‘Serenata’ é um dueto virtual entre o cantor e Nelson Gonçalves, falecido em 1998, graças à tecnologia.

A canção já compôs o disco homônimo de Gonçalves e volta neste trabalho de Fagner. A composição de Silvio Caldas e Orestes Barbosa também intitulará o novo álbum do cearense.

O dueto de Fagner e Nelson Gonçalves já está disponível em todas as plataformas digitais. A canção é uma seresta e sua regravação é uma homenagem ao irmão do cearense, Fares Lopes, amante do gênero musical.

Esta música é o segundo single deste novo trabalho do cearense. ‘Serenata’ será lançado no próximo dia 18 de dezembro pela gravadora Biscoito Fino.

Além de Lábios que beijei e da música-título Serenata, Fagner regrava no álbum Rosa (Pixinguinha, 1917, com letra posterior de Otávio de Souza, 1937), Malandrinha (Freire Júnior, 1927), Maringá (Joubert de Carvalho, 1931), Noite cheia de estrelas (Cândido das Neves, 1932), Chão de estrelas (Silvio Caldas e Orestes Barbosa, 1937), Deusa da minha rua (Newton Teixeira e Jorge Faraj, 1939), Serenata do adeus (Vinicius de Moraes, 1958), Valsinha (Chico Buarque e Vinicius de Moraes, 1970), Mucuripe (Fagner e Belchior, 1972) e As rosas não falam (Cartola, 1976).