Opção de todas as tribos e para todos os gostos, o entorno do Centro Dragão do Mar reúne algumas as mais democráticas opções da noite de Fortaleza e renasceu após as primeiras ondas da pandemia

Lucas Braga
lucas@ootimista.com.br

Espaço de cor, liberdade e diversidade na noite da Capital, o entorno do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), com a praça e a rua de mesmo nome, se fundem em polo de entretenimento consolidado na Praia de Iracema, o qual se reinventa a cada geração. Após seguidos estabelecimentos fecharem as portas, perguntou-se se seria o fim do movimento noturno no Dragão. O público fiel, todavia, tem garantido a sobrevivência da curtição que abraça todos os públicos.

As festas privadas ou mesmo de rua fizeram falta durante a pandemia, quando as boates, bares e restaurantes tiveram de fechar as portas como medida de prevenção à propagação do coronavírus. Luz, agitação, música e gente para curtir junto estavam entre as saudades. Algumas casas encerraram as atividades, como o Órbita Bar, que resistiu por duas décadas e, posteriormente, deu lugar à Kósmica Club, na esquina das ruas Almirante Jaceguai e Dragão do Mar.

O empresário Darlivan Almeida, sócio da Kósmica, conta que o controle da pandemia reaqueceu a demanda, já que o público estava ávido por sair do isolamento social. “Quando os jornais locais anunciaram que o Órbita iria fechar e o ponto estava pra alugar, eu e mais três sócios decidimos abrir esse negócio. Após a Kósmica, vários empreendimentos reabriram e outros estão sendo criados. Fico muito feliz com isso, porque quanto mais casas tiver, mais atrai público. Fica bom para todo mundo”, analisa.

A decisão de empreender ali, segundo Darlivan, se deu pela consolidação do endereço como point da noite, além de preferências pessoais. “Eu mesmo sempre ia ao Órbita Bar. Era um dos lugares onde eu mais me encaixava e me sentia em casa. O lugar que mais frequento em Fortaleza é o Dragão do Mar. Sou apaixonado por aquele lugar, pela vibe, pelo público, pela música, pela variedade”, testemunha. Hoje, a Kósmica tem conceito futurista, plural, instagramável e, ao mesmo tempo, acolhedor.

Chegar na rua, ver o Porto Iracema das Artes, o CDMAC e os vendedores ambulantes de bebidas também é uma constante na agenda do universitário Ruan Figueiredo, 21, frequentador fiel do Dragão, todos os fins de semana. “Quando se fala de uma noite com os amigos para curtir uma festa, me vem logo em mente o Dragão. É um espaço que abrange muitos públicos. Tem as galeras do rock, do indie, da MPB, do pop… de jeitos e estilos diferentes, raças e orientações sexuais. E é um lugar onde se pode chegar e ser você mesmo, curtindo à vontade”, destaca ele, que é assíduo de uma das boates, o Gandaia Club.

Seja com o chope de vinho do Bixiga na mão, em um restaurante para comer a dois, em uma festa agitada para virar a noite ou curtindo a programação cult de um dos museus. São inúmeras as possibilidades em uma noite por ali, um endereço que não para de se recriar.

mais

ESPAÇOS PARA CURTIR NO DRAGÃO DO MAR:
Y’all Club
Onde: Rua Dragão do Mar, 218, Praia de Iracema
Mais: @yallclubfortaleza

Gandaia Club
Onde: Rua Dragão do Mar, 72, Praia de Iracema
Mais: @gandaiaclub

Kosmica
Onde: Rua Almirante Jaceguai, 81, Praia de Iracema
Mais: @kosmica_club

Amsterdam C. Bar
Onde: Rua José Avelino, 357, Praia de Iracema
Mais: @amsterdamfortaleza

Level
Onde: Rua Dragão do Mar, 92 | Rua José Avelino, 367, Praia de Iracema
Mais: @boatelevelfortaleza

Haus
Onde: Av. Almirante Tamandaré, 19, Praia de Iracema
Mais: @hausfortaleza

Chopp do Bixiga
Onde: Rua Dragão do Mar, 72, Praia de Iracema
Mais: @ochoppdobixiga