A CNN Brasil está com sua equipe defasada desde a última semana. Vários funcionários do canal locados em São Paulo foram diagnosticados com o novo coronavírus. Entre eles estão os apresentadores Gabriela Prioli, Leandro Karnal, Monalisa Perrone e a cearense Taís Lopes.

Produtores, editores e demais funcionários também estão com a covid-19. Ao total, cerca de 15 profissionais testaram positivo para a doença e foram afastados de suas funções.

Sua estreia aconteceu em 15 de março, no início da pandemia no Brasil e seguiu narrando os fatos da crise de saúde de tomou conta do planeta em 2020. Como as demais empresas, tomou as devidas medidas para a segurança de seu efetivo.

No canal, há a disponibilização de álcool em gel, o uso de máscaras é obrigatório e funcionários acima de 60 anos devem trabalhar de casa, assim como tem feito William Waack, companheiro de bancada de Taís.

Ao longo da pandemia, outros profissionais foram diagnosticados com a doença, como foi o caso das âncoras Mari Palma e Luciana Barreto, mas nunca tantos casos de uma vez. Agora, a emissora tenta descobrir qual foi a brecha no protocolo de segurança que causou este surto de covid-19 na CNN Brasil.

Em nota, o canal afirma que fez um processo de higienização hospitalar e segue cumprindo protocolos desde o início da pandemia com “medição de temperatura, uso de álcool em gel, máscara na redação, profissional de saúde no local e outras medidas de distanciamento”. Segundo o canal, foram feitos 19 testes e 14 voltaram positivo.