Um estudo realizado pelo núcleo de inteligência da revista The Economist elegeu a cidade de Auckland, na Nova Zelândia, como o melhor lugar do mundo para se viver. Para chegar à conclusão, a pesquisa avaliou, nas principais localidades ao redor do globo, ofertas de lazer e cultura, educação, infraestrutura e nível de estabilidade econômica e social no último ano.

Um dado interessante do estudo é que todas as cidades no top 10 conseguiram notas acima de 78 – dos 100 pontos possíveis – nos cinco quesitos avaliados. Com clima ameno, boa qualidade de transporte público, ruas, água, amplas áreas verdes e conforto aos seus residentes foram fundamentais para eleger Auckland como o município vencedor.

Entre as cidades que mais caíram no ranking estão Praga, na República Tcheca; Roma, na Itália; Hamburgo, Frankfurt e Dusseldorf, na Alemanha; Dublin, na Irlanda; Bratislava, na Eslováquia; Atenas, na Grécia e Montreal, no Canadá.

TOP 10:

1 – Honolulu (EUA)

2 – Houston (EUA)

3 – Madrid (Espanha)

4 – Miami (EUA)

5 – Barcelona (Espanha)

6 – Pittsburgh (EUA)

7 – Chicago (EUA)

8 – Mineápolis (EUA)

9 – Boston (EUA)

10 -Melbourne (Austrália)