Se a cor única do mar Egeu e as pitorescas casinhas brancas de janelas e portas azuis não são suficientes para despertar o interesse em Mykonos, vamos dar mais alguns: cerca de 3 mil anos de história (com diversos povos que ocuparam a ilha ou fizeram comércio por lá, marcando os costumes e a paisagem da cidade); tabernas e restaurantes charmosos; celebridades que têm casas por lá e podem ser vistas com facilidade andando pelas ruelas; e festas, muitas festas. Mas engana-se quem pensa que a ilha do arquipélago de Ciclades é reduto somente de jovens endinheirados sedentos por festa. Ela é também um dos destinos mais procurados para lua-de-mel.

Apesar de registros de ocupação no ano mil a.C., foi apenas na década de 1950 que Mykonos se tornou uma meca do turismo internacional de alto padrão. Uma das visitantes mais apaixonadas pela ilha foi a ex-primeira dama dos Estados Unidos Jackie Kennedy, que passou a ser visitante frequente quando casou com o armador grego Aristóteles Onassis. A partir dessa fama, Mykonos passou a receber restaurantes e grifes de luxo.

O acesso à ilha é feito por avião (45 minutos de voo de Atenas, ou 2h20 vindo de Santorini, incluindo a escala na capital) ou de ferry boat. O conglomerado Air France – KLM, que possui conexões diárias com a Europa a partir de Fortaleza, oferece voos diretos para Atenas com 3h10 de duração a partir de Paris, e 3h15 a partir de Amsterdã. Já a Casablanca Turismo possui várias empresas parceiras que oferecem serviços como transfer de ferry, aluguel de carro, entre outros.

Para quem gosta de curtir o dia, a dica são as praias de areia dourada e pedras brancas, como Elia, Ornos, Paradise, Paraga e Ágios Sostis. Outra dica é passear pelo centro histórico conhecido como Little Venice (pequena Veneza), onde se concentram as joalherias e grifes. A região é super movimentada também de noite.

E é a noite que Mykonos demonstra a sua faceta mais festiva. São inúmeros beach clubs super badalados, como o Spilia (em Agia Anna, uma praia não tão badalada, mas com uma bela varanda na beira do Egeu e onde clientes chegam de iate); Nammos (em Psarou, possui cabanas privadas, heliponto e marina para lanchas); Scorpios (em Paraga, possui decoração mais rústica e menu grego e vegetariano, além de sediar eventos de yoga e práticas místicas); Alemagou (na praia de Ftelia e com festas “pé na areia”, seu projeto arquitetônico com muita madeira e palha ganhou o prêmio Shortlist Restaurant & Bar Design Awards); Principote (em Panormos, é um dos mais novos e sofisticados beach clubs da ilha) e Interni (localizado no Centro, na Vila de Chora, é especialista em cozinha mediterrânea).