A Austrália deve manter as fronteiras fechadas durante a maior parte de 2021. Ainda que a maioria de sua população seja vacinada nos próximos meses, a intenção do governo é não permitir a entrada de estrangeiros no país, apenas residentes e cidadãos, familiares mais próximos, diplomatas e outras exceções.

A informação foi dada secretário do Ministério da Saúde do país, Brendan Murphy, que tem mantido as fronteiras internacionais fechadas desde março de 2020.

“Acredito que teremos restrições fronteiriças significativas durante a maior parte deste ano, mesmo que a maioria da população seja vacinada. Não sabemos se (a vacina) irá impedir a transmissão do vírus”, disse Brendan.

As autoridades australianas anunciaram, nesse fim de semana, que vão disponibilizar 20 voos “charter” para repatriar alguns dos mais de 30 mil residentes e cidadãos australianos no estrangeiro, depois de a companhia aérea Emirates ter anunciado que iria suspender os voos para Melbourne, Sidney e Brisbane.

Ainda assim, as pessoas que são autorizadas a entrar no país devem realizar quarentena obrigatória de 14 dias. Isto está acontecendo com os tenistas que participarão do Open da Austrália, de 8 a 21 de fevereiro. (Com informações da Agência Brasil)