O projeto Universidade em Cores, do Museu de Arte da UFC, convidou artistas a dar nova vida aos muros da instituição, com painéis na esquina da rua Juvenal Galeno e Avenida da Universidade

Lucas Braga
lucasbraga@ootimista.com.br

Substituir o picho por arte foi a proposta para os muros do novo Centro de Especialidades Universitárias da Universidade Federal do Ceará (UFC), no Benfica. A iniciativa conjunta do Museu de Arte da instituição (Mauc), Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental (UFC Infra), e Curso de Design-Moda do Instituto de Cultura e Arte (ICA) deu vida ao projeto Universidade em Cores com painéis na esquina da rua Juvenal Galeno e Avenida da Universidade.

A intervenção ocorrida nos dias 17 e 18 de junho deu vida ao endereço onde antes funcionava uma residência universitária e agora vai sediar o setor de atendimento médico à comunidade estudantil da UFC. Cada artista selecionado recebeu espaço de 2,40 metros de altura por 3 metros de largura no muro, aproximadamente, para desenvolver sua intervenção. O edital sugeriu a temática “saúde” e selecionou 22 artistas do Ceará em chamada pública, com base em trajetória, portfólio, técnica e projeto.

WhatsApp Image 2022 06 22 At 19.01.53 (1)
(Foto: Edimar Soares)

“Com diferentes abordagens, todas nos convidam a refletir sobre como estamos e sobre quem colabora, ou não, para que tenhamos uma vida saudável”, divulgou o Mauc. A convocatória voluntária à intervenção artística do projeto Universidade em Cores selecionou e certificou, dentre outros artistas, Hirlan Moura, Ana Clara, Nick, Vidal, Manuella, Ksim, Black AB e Sonecka AB.

Saulo Moreno Rocha, museólogo e coordenador do Núcleo Educativo do Mauc, explica que a ação de extensão atende à demanda de intervenções artísticas em espaços da Universidade e pode ter novas edições, a depender de recursos financeiros para custeio do material de pintura, como tinta spray, tinta acrílica látex, pincéis, rolos e bandejas. “Viabilizamos a elaboração do projeto da ação e financiamento necessário à operacionalização dessa intervenção, que nasceu da necessidade institucional de ocupar uma área e também se alinha com os interesses dos artistas e instituições envolvidas”, dialoga.

Historicamente, o Mauc tem envolvimento com intervenções de arte urbana: já promoveu ocupações, intervenções externas de grafite e exposições no espaço interno do museu. “Isso está vinculado à missão do Mauc de colaborar para a valorização da arte no âmbito universitário. Ocupar espaços é forma de contribuir com a arte, os artistas e as expressões da arte urbana que ainda carecem de reconhecimento”, completa Saulo.

Espaço para a comunidade
Renato Guerreiro, coordenador de Projetos e Obras da UFC Infra, explica que questões estruturais do prédio descontinuaram o uso residencial do prédio da esquina da rua Juvenal Galeno e Avenida da Universidade. As reformas, finalizadas no ano passado, contemplaram reestruturação para abrigar as clínicas de atendimento.

“Pouco tempo depois da conclusão e pintura, o muro já estava com pichações e, dentro desse cenário, vimos necessidade de ter esse tipo de intervenção artística, criando o mural. A administração superior acolheu a ideia”, pontua. No prédio, serão ofertados atendimento assistencial a estudantes e perícia médica a discentes e docentes.