O cearense Ari de Sá Neto, CEO da Arco Educação, foi um dos 24 executivos com maior habilidade de liderança escolhidos na 21ª edição do prêmio Executivo de Valor, concedido pelo jornal Valor Econômico. Ele figurou em primeiro lugar na categoria Educação.

“Durante os últimos 18 meses, certamente o maior aprendizado que tivemos é sobre a importância de ter uma cultura forte, principalmente num momento de crise. Todos os nossos colaboradores foram obrigados a trabalhar de casa, mas os valores da empresa nos ajudaram a atravessar todo esse momento difícil. A obsessão pelo cliente continuou muito forte, o senso de dono do nosso time também, e isso foi fundamental. E essa cultura foi construída ao longo de muitos anos”, afirmou Ari Neto.

“Acreditamos que uma empresa não pode ficar dentro da sua comunidade, pensando apenas nos resultados financeiros. É fundamental medir o impacto da empresa nos clientes, nas pessoas que fazem parte da empresa e na própria sociedade. Acreditando nisso, lançamos o Instituto Arco, nosso braço filantrópico, que vai compartilhar conhecimento e know-how que temos como empresa de educação, para ajudar a evoluir a educação pública”, continuou.

O prêmio Executivo de Valor reconheceu grandes nomes como Alexandre Birman (Arezzo & CO); Eugênio Mattar (Localiza); Guilherme Benchimol (XP); Gustavo Werneck (Gerdau); Ricardo Mussa (Raízen); Stelleo Tolda (Mercado Livre); Tânia Cosentino (Microsoft); Paula Paschoal (PayPal); Frederico Trajano (Magalu); Luiza Helena Trajano (Magalu), e Gabriel Braga (QuintoAndar).