A expansão do mercado brasileiro de veículos deve ser de 8% a 11% em 2019. Essa foi a previsão do presidente da Fiat Chrysler (FCA) para a América Latina, Antonio Filosa. As projeções de Filosa para o crescimento do setor automotivo levam em consideração a expansão do PIB entre 2,2% e 2,5%.

Além disso, a inflação mantida sob controle e a proximidade da taxa básica de juros no nível atual, de 6,5%, também entram na projeção. Para o executivo, esses três fatores vão ajudar no crescimento da economia. Também vão permitir a possibilidade de crédito para as empresas e maior geração de empregos. A declaração foi dada num evento da montadora, em São Paulo.

Fonte: Suno Research