Severino Ramalho Neto Mercadinho São Luiz (73)
O São Luiz já foi reconhecido como uma das melhores empresas para trabalhar no Ceará pelo GPTW seis vezes

Severino Ramalho Neto fala sobre a expansão da sua empresa, que vai abrir sete
novas lojas até 2020, e sobre o modelo de negócios desenvolvido baseado em bom relacionamento com os clientes.

Fotos: Eri Nunes

Com sete novas lojas para abrir até 2020, os Mercadinhos São Luiz se preparam para ultrapassar a marca das 20 lojas. A intenção do administrador da rede, Severino Ramalho Neto, é bater esse número em no máximo um ano.

As próximas lojas serão em shoppings e já estão em fase de finalização. A primeira a ser inaugurada será no Pátio Água Fria, ainda no primeiro semestre, e a segunda no Del Paseo, no segundo semestre.

Além delas, haverá outras duas novas lojas de grande porte em duas esquinas da Aldeota: na Rui Barbosa com Santos Dumont e na Júlio Ventura com Barão de Studart, ambas com mais de mil metros quadrados. O plano de expansão contempla ainda outras três lojas em Fortaleza, inclusive em bairros onde ainda não atua, que devem ser inauguradas até o primeiro semestre de 2020.

Para o Tapis Rouge, o empresário, que estima deter 14% do mercado local, revela que o segredo do sucesso é saber se relacionar com o entorno e com o cliente e estar sempre preparado para atender às peculiaridades de cada perfil de consumidor, em cada região onde há Mercadinhos São Luiz instalado.

Tapis Rouge – A rede São Luiz está construindo novas lojas simultaneamente. Você está otimista com o mercado, ou a crise econômica já passou para o setor?

Severino Ramalho Neto – Não é otimismo e não tem muito a ver com recessão, mas passamos os dois últimos anos azeitando a casa, formatando um modelo para Fortaleza. É um momento nosso, nos preparamos pra isso. Temos sorte de estar em um estado que está relativamente bem, não temos uma crise nacional combinada a uma estadual, como em Minas Gerais ou Rio de Janeiro, por exemplo. Além disso, estamos animados com a perspectiva de futuro e com o aquecimento do turismo, já que as regiões onde a gente atua são propícias a isso.

Tapis Rouge – Esta expansão será somente em Fortaleza, ou a rede avalia ampliar a participação no interior também?

Severino Ramalho Neto – Nós temos duas lojas no Cariri, no Crato, que foi onde nasceu o Mercadão, que é uma loja maior e com produtos promocionais, e em Juazeiro; mas não pensamos nisso, estamos trabalhando o mercado de Fortaleza, especificamente.

Tapis Rouge – O São Luiz possui lojas de portes diferentes, em diferentes pontos da cidade e também com perfis diferentes, como o Mercadão (Crato e RioMar Kennedy). Esta diferenciação ajudou a atuar com sucesso em bairros tão diferentes?

Severino Ramalho Neto – Hoje nós temos diferentes tipos de lojas voltados para determinados perfis de clientes. Não atendemos só um perfil socioeconômico. A loja do Alpha Ville, por exemplo, tem um movimento sazonal, é altamente voltada para o turismo. Em feriados e certos períodos do ano o movimento triplica. Já o Mercadão é bem maior, mas oferece cerca de oito mil itens enquanto as outras têm entre 16 mil e 20 mil. Uma vende pela quantidade, outra pela variedade, e a gente tem que falar a linguagem da região.

Tapis Rouge – A maioria das lojas é pequena, mas têm uma boa variedade de produtos. Como é possível oferecer um mix de produtos amplo, mesmo com a limitação de espaço?

Severino Ramalho Neto – Desenvolvemos uma boa logística pra fazer isso. Somos especialistas em abastecimento em Fortaleza. Podemos estar em qualquer região de Fortaleza que nós teremos o produto certo pra ela. A gente conhece bem o mercado, a nossa participação e as demandas dele. Somos uma empresa de relacionamento.

Tapis Rouge – A limitação de estoque não atrapalha? E o reabastecimento constante pode encarecer a operação?

Severino Ramalho Neto – Não, em uma loja pequena como a da Praia de Iracema, por exemplo, nós temos um mix de um supermercado tradicional, maior até do que a oferta do Mercadão. Desenvolvemos o abastecimento com todo um conjunto de ações para ter uma boa convivência com o nosso público. Todo o nosso pensamento é voltado para eliminar problemas com fluxo de caminhões, de trânsito etc. Não temos o estoque lá atrás, eliminamos o “lá atrás”.

Tapis Rouge – O São Luiz é uma empresa familiar, prestes a completar cem anos atuando na distribuição de alimentos em Fortaleza. Ser uma empresa de relacionamento é o que explica o sucesso do São Luiz?

Severino Ramalho Neto – Nós conhecemos bem o que o mercado de Fortaleza deseja porque sempre procuramos atender às transformações da cidade e oferecer o que o cliente procura, estar perto dele. Temos três pilares fundamentais. Um é a praticidade, que não é só o produto, é também a distribuição. Não posso criar dor de cabeça pro meu cliente, com um caminhão enorme atrapalhando o acesso à rua onde ele mora, por exemplo, e a nossa empresa é de relacionamento. O segundo é a variedade, oferecer os produtos tradicionais e os diferenciados, tanto que nós atuamos fortemente nos produtos gourmet, por exemplo. Para se ter uma ideia, só de cerveja são 300 rótulos e quase 700 de vinho. O outro pilar é o saudável, que culminou com o Costume Saudável. Não com aquela loucura da proibição, mas com a ideia de levar conhecimentos para que o cliente decida.

Tapis Rouge – O Costume Saudável, que vai acontecer novamente em agosto, é um evento que ultrapassou o supermercado e ganhou vida própria. Como você avalia este crescimento?

Severino Ramalho Neto – O Costume Saudável faz esse sucesso todo porque é um movimento voltado para a cidade, que começou a partir da alimentação saudável, mas é muito mais que isso, é lazer, bem estar e atividades físicas, é uma nova maneira de viver a cidade. E Fortaleza é uma metrópole que sempre gostou do bem viver, da alegria, dos esportes.

SAIBA MAIS

Os Mercadinhos São Luiz nasceram a partir da Casa São Luiz, um armazém de secos e
molhados fundado em 1926. Idealizado por João Melo, tio de Severino Ramalho Neto, o
primeiro supermercado foi inaugurado em 1972. Tem, atualmente, 14 lojas em Fortaleza e duas no Cariri. Já foi reconhecida seis vezes com o prêmio Great Place to Work como uma das melhores empresas para trabalhar no Ceará.

São Luiz: www.mercadinhossaoluiz.com.br
Costume Saudável: www.costumesaudavel.com.br