O secretário da Infraestrutura do Ceará, Lucio Gomes, vem acompanhando nesta semana os trabalhos no canteiro de obras da Linha Leste do metrô de Fortaleza, no Centro da cidade. No trecho, que será o ponto de partida da nova linha, os serviços se dividem em várias frentes. “Temos um canteiro de pouco mais de um quilômetro de extensão, exatamente onde a Linha Leste começa. Nessa área, haverá duas estações e o início da perfuração dos túneis. Por isso, concentramos diversas atividades básicas da obra, como a montagem das tuneladoras, que são as máquinas que escavarão os túneis, e a fabricação dos anéis de concreto, que vão revesti-los”, explica.

As duas tuneladoras que serão utilizadas para escavar os túneis até o Papicu já estão com suas montagens bem adiantadas, dentro do shaft (emboque), de onde partirão. Enquanto isso, a fábrica de aduelas (anéis estruturais que revestem e dão estabilidade aos túneis) entrará em fase de testes nos próximos dias, para posterior início da produção das peças de concreto.

Os serviços também avançam nas contenções e escavações do trecho onde será construída a Estação Chico da Silva da Linha Leste, que será a primeira subterrânea da nova linha. A execução dos trabalhos contam com cerca de 496 colaboradores.