Um dos muitos destinos turísticos que passaram a ser facilmente acessados por novas conexões aéreas a partir de Fortaleza é o México, beneficiado pelo voo para a Cidade do Panamá, conhecida como “o hub das Américas”, pela Copa Airlines. Este voo começa a operar no dia 18 de julho, partindo do Pinto Martins todas as segundas e quintas-feiras, com 8h50 de duração (fuso horário de duas horas a menos). Assim, é possível sair de Fortaleza e estar na Cidade do México em até 12h, sem necessidade de conexão em São Paulo ou outros destinos que prolongam a viagem.

A terra dos impérios Maia e Asteca guarda muitas semelhanças com o Brasil: território vasto, riquíssima história, clima predominantemente tropical, belas praias, povo festeiro e paixão pelo futebol são as mais perceptíveis.

A capital é o maior conglomerado urbano das Américas, com cerca de 40 municípios que reúnem mais de 22 milhões de habitantes e tem clima ameno durante todo o ano (a cidade foi construída a 2,2 mil metros de altura, em média).

Como são muitos atrativos (ruínas, pirâmides, igrejas barrocas, museus, lojas, entre outros) em uma região metropolitana enorme – a Cidade do México tem um território cerca de cinco vezes maior que o de Fortaleza – e com um trânsito intenso, é preciso programar-se com antecedência e eleger prioridades para não perder muito tempo em deslocamentos.

Cidade do México

A megalópole é repleta de atrações que representam a vasta cultura mexicana e a influência espanhola no país. Não deixe de conhecer a Praça da Constituição, ou Zócalo, onde estão verdadeiras joias como a Catedral Metropolitana, com sua decoração barroca, e o Palácio Nacional, com painéis pintados por Diego Rivera; o Palácio das Belas Artes, casa do conceituado Balé Folclórico do México; o Museu Frida Khalo, instalado na casa onde a artista nasceu e morreu; e o Parque Ecológico Chapultepec, que abriga os museus de Arte Moderna e Nacional de Antropologia, além de um jardim zoológico e, claro, o Templo Mayor, resquício do período pré colonização e o maior de Tenochtitlan, como era conhecida a cidade na época.

Para quem quer fazer compras, a megalóple também é uma boa opção: além dos preços serem semelhantes aos praticados nos Estados Unidos, o luxuoso distrito de Polanco tem várias lojas de grife e restaurantes estrelados.

Cancún

Uma das praias mais disputadas do Caribe, é conhecida pelas águas cristalinas e dividi-se em duas regiões: a tradicional El Centro e a Zona Hotelera, onde estão os grandes resorts (que possuem praias privativas), lojas, restaurantes e as baladas mais disputadas. A região também abriga o complexo de ruínas maias El Rey e o Museu Maia de Cancún. A região é perfeita para mergulho com snorkel, o MUSA – Museu Subaquatico de Arte.

Playa del Carmen

Também integrante da Riviera Maia e bem próxima a uma hora de Cancún de carro, é bem mais tranquila e intimista. O mar é sempre calmo, com barreiras de corais que convidam ao mergulho; e as praias, além do livre acesso, são repletas de coqueiros e outras palmeiras – que os turistas aproveitam a sobra para estender colchões. O movimento de Playa del Carmen acontece apenas nos arredores da Quinta Avenida, onde ficam os melhores restaurantes.

Tulum

O sítio arqueológico é um dos mais visitados do México e remonta a uma antiga cidade murada que, acredita-se, foi o último refúgio dos Maias após a conquista espanhola. A estimativa é que a maior parte da cidade foi construída por volta do ano 1.200, cerca de 400 anos antes da chegada dos europeus. A praia, de mar azul-turquesa, tem aspecto rústico e as construções são mais simples do que as outras praias da Riviera Maia, porém com muito charme e personalidade.

Cozumel

As belezas da ilha caribenha, cujo nome completo é San Miguel de Cozumel, ficaram conhecidas devido ao trabalho do navegador francês Jacques Costeau, que se dedicou a divulgar e proteger a sua barreira de corais, a segunda maior do mundo. Fica a 60 km de Cancún e também bem próxima a Playa del Carmen, de onde a travessia de barco leva apenas 35 minutos. Apesar da boa estrutura, não é tão badalada e nem tão cara quanto Cancún, por exemplo.